Visitante indesejado

Ana Jamur Viotto

Uma verdadeira praga para a maioria das pessoas, os ratos vivem nas grandes cidades e podem ser um perigo para a saúde da população.

Eles convivem com os seres humanos há milhares de anos; registros históricos mostram que ratos estavam entre os egípcios e naquele tempo já transmitiam doenças que perduram até hoje. O problema, segundo especialistas, se agravou desde que as cidades foram criadas, o que atraiu estes animais para o conforto de construções com oferta de alimentação abundante.

Atualmente, outro fator de preocupação é o aumento das chuvas neste período do ano, no qual as doenças que esses roedores transmitem ficam ainda mais perigosas. Ratos podem ser vetores de diversas zoonoses – doenças de animais – mas uma delas chama mais a atenção nessa época: a leptospirose.  Segundo dados do Ministério da Saúde, só no ano passado, a doença matou mais de 2600 pessoas e uma pesquisa liderada pela Fiocruz, em 2016, apontou que foram mais de um milhão de novas contaminações em todo o mundo.

“Água e solo contaminados pela urina dos roedores é uma das principais formas de contágio e é por isso que as enchentes trazem muita preocupação, pois as pessoas se expõem caminhando em locais molhados e acabam adquirindo a doença – que também afeta animais de estimação”, pontua Francinea Souza, médica veterinária e gerente de pesquisa e desenvolvimento da Dexter Latina.

Além de evitar o contato da pele com água e solo contaminado, a médica alerta para o controle de ratos nas residências, por meio de limpeza constante e uso de produtos eficientes e seguros para a saúde: “Falta de asseio e higiene nas casas pode atrair os roedores que estão sempre em busca de alimento e encontram em lixos mal acondicionados e restos de comida, inclusive ração de animais de estimação, que é um farto alimento para os roedores”, explica.  “Hoje já dispomos de produtos de alta atratividade e fórmulas seguras, de baixo risco aos moradores, crianças ou pets que circulem no ambiente”.

Uma opção segura e eficaz é Straik Isca Mata-ratos, da Dexter Latina, que tem efeito anticoagulante e é desenvolvido com cereais e sementes oleaginosas nobres, como macadâmia, fazendo com que os roedores não ofereçam resistência ao consumo. Além disso, contêm um amargante que inibe o consumo por animais de estimação.

Sobre a Dexter Latina

A indústria química paranaense, Dexter Latina, atua no segmento de inseticidas desde 1996 e destaca-se por seus princípios de desenvolvimento sustentável, pesquisa, e inovação. A empresa investe em matérias-primas de alta qualidade e tecnologia de ponta para produção de formulações de última geração, para o combate aos insetos, roedores e outras pragas urbanas de forma eficaz e definitiva. Toda essa preocupação traz, como consequência, produtos mais seguros para as pessoas, animais domésticos e meio ambiente.