Foco na dieta – Décima semana - Final

Colaboradores do Rebate Flávio Melo Ribeiro (*)

Foram dez semanas de dieta, de 89 kg passei para 81 kg, consegui alcançar o objetivo que era emagrecer oito quilos. O importante foi que defini uma meta razoável e possível de ser alcançada: perder oitocentos gramas por semana, em dez semanas. No entanto, vou salientar três pontos que me foram bastante significativos para chegar ao objetivo: definir o que queria com o meu corpo mais magro; criar frases de incentivo à dieta e combater os pensamentos intrusivos que procuravam me fazer burlar a dieta.

O primeiro ponto foi esclarecer o porquê emagrecer; definir qual o corpo que deveria ter e o que fazer com o meu corpo uma vez mais magro. Essa necessidade de emagrecer surgiu de uma recomendação médica, o cardiologista alertou que a gordura abdominal é a mais prejudicial para o meu caso. Uni a essa recomendação o fato de ter aumentado de peso nesses últimos 18 meses e tinha diversas roupas novas que deixaram de servir e gostaria de usá-las novamente. Por fim, voltar a praticar esporte com mais agilidade, visto que o excesso de peso estava me deixando lento. Esse conjunto de informações foi a base para o desejo de emagrecer 8 kg, pois me deixaria com o mesmo peso de um ano e meio atrás. E esse desejo foi transformado numa meta possível de alcançar; e ela não poderia ser tão fácil que me desfocasse do objetivo, nem tão difícil que me fizesse desistir. Com esse cuidado, transformei a meta em algo motivador, pois agora eu tinha um ponto a alcançar e um tempo para cumprir.

O segundo ponto surgiu quando percebi que, ao chegar à noite em casa, estava difícil de manter o foco na dieta e acabava comendo mais do que devia. Para me ajudar, criei diversas frases que indicavam a importância de me manter na dieta; as imprimia e colocava na porta da geladeira. Escrevi trinta frases e as trocava a cada dois dias. Elas foram muito importantes, pois me ajudaram a refletir o que deveria comer para emagrecer.

O terceiro ponto foi combater os pensamentos intrusivos, aqueles pensamentos que fazemos, mas de tão espontâneos, parece que não somos nós que pensamos. E no meu caso eram pensamentos que tentavam me convencer que eu poderia voltar a comer alimentos mais gordurosos e numa quantidade maior. Eram pensamentos muito bem elaborados, pois se apresentavam com justificativas para me convencer a comer mais. Porém, no fundo, sou eu mesmo que produzo esses pensamentos e só eu posso desfazê-los. Para combatê-los comecei a pensar colocando a expressão “EU” na frente das frases, pois dessa forma forcei a me posicionar frente ao que iria fazer, consequentemente mantive o foco na dieta. Esses três pontos são melhores abordados nos vídeos do meu canal do YouTube. Se você precisa de ajuda para prosseguir na sua dieta entre em contato, terei imenso prazer em lhe ajudar. E se quiser as frases para lhe ajudar a manter o foco, é só solicitar que lhe envio gratuitamente.  Alcance o corpo que você deseja ter.

______________
Psicólogo Flávio Melo Ribeiro

CRP12/00449

A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia

Canal no Youtube: Flávio Melo Ribeiro