Mentiras hollywoodianas

Argemiro Pertence Argemiro Pertence

Passei anos de minha infância e juventude acreditando nos roteiristas e diretores dos filmes de Hollywood. Muitos de minha geração também acreditaram nos heróis fabricados por eles.

Naquela época raramente chegavam ao Brasil filmes de outra origem que não fossem os feitos na Califórnia.

Assim como os filmes que mostravam os índios do oeste, meio-oeste e sul dos EUA como selvagens a serem exterminados - e praticamente o foram - os filmes de Hollywood sobre a Segunda Guerra Mundial mostravam os alemães como facínoras sob Adolf Hitler a serem exterminados e os soldados americanos, auxiliados por ingleses, canadenses e outros com menor participação, como heróis que venceram os nazistas.

A rigor, o trabalho dos americanos e seus aliados foi o de desembarcar na Normandia e avançar algumas centenas de quilômetros sobre tropas alemães já desgastadas e enfraquecidas por estarem enfrentando as vigorosas tropas russas (naquela época soviéticas) na Frente Oriental.


​Soldados soviéticos ocupando Berlim em 1943, na frente dos Portões de Brandemburgo​, após a derrota alemã na Frente Oriental

​Pois bem, os fatos são outros: ​cerca de 3,5 milhões de soldados da Wehrmacht morreram em combate durante a II Guerra Mundial, sendo 88% apenas na frente russa, ou seja, a guerra foi muito mais intensa na Frente Oriental.

No entanto, nada a respeito deste tema foi objeto dos filmes de Hollywood. Hollywood especializou-se em esconder fatos e deformar a História. 

A campanha russa na Frente Oriental iniciou-se com a vitória do Exército Vermelho sobre as tropas alemãs, que tinham avançado 2.880 km no território soviético, na Batalha de Stalingrado que se estendeu por 7 meses (de julho de 1942 a fevereiro de 1943). Esta batalha foi o ponto de inflexão da guerra na Frente Oriental, marcando o limite da expansão alemã no território soviético, a partir de onde o Exército Vermelho passou a empurrar as forças alemãs de volta até Berlim, e é considerada a maior e mais sangrenta batalha de toda a História, causando a morte e ferimentos em cerca de dois milhões de soldados e civis.

A partir da Batalha de Stalingrado, a Wehrmacht iniciou seu recuo de volta a sua terra. O avanço das tropas soviéticas se deu sobre  alguns milhares de quilômetros, envolvendo os territórios da Polônia e outros países do Leste, enfraquecendo as tropas alemãs e tornando mais fácil a missão dos americanos e seus parceiros na Frente Ocidental.

A vitória soviética ocorreu em 1943, enquanto que a vitória americana, mesmo com os alemães já enfraquecidos e derrotados na Frente Oriental, somente viria a ocorrer dois anos depois, em 1945.

A não-cultura americana baseada na propaganda sem lastro ainda persiste. Felizmente, entretanto, já há claros sinais de que este recurso está se exaurindo por si mesmo.